INÍCIO
NOTÍCIAS
PERFIL SÓCIO-ECONÔMICO
ORIGEM DO BAIRRO
HISTÓRIA DO BAIRRO
POR DENTRO DO BAIRRO
MEMÓRIA HISTÓRICA
EXPANSÃO URBANA
LEGISLAÇÃO ESPECÍFICA
LEGISLAÇÃO GERAL
NOSSO PATRIMÔNIO TOMBADO
NOSSO PATRIMÔNIO
PRESERVADO E TUTELADO
ÓRGÃOS PÚBLICOS
SOLICITAÇÃO DE DEMOLIÇÃO
ESPAÇOS CULTURAIS
REDE BOTAFOGO DE CULTURA SOLIDÁRIA
GALERIA DE FOTOS
HISTÓRICO
ESTATUTO SOCIAL
DIRETORIA
ATAS DAS REUNIÕES
RELATÓRIO DE GESTÃO
DEMONSTRATIVOS FINANCEIROS
AÇÕES JUDICIAIS
CAMPANHAS E EVENTOS
PROPOSTAS E PROJETOS DA AMAB
VÍDEOS
INSCRIÇÃO PARA ASSOCIADOS
EDIÇÕES ANTERIORES
ANUNCIE NO MANEQUINHO
SERVIÇO DENTÁRIO
TELEFONES ÚTEIS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
« voltar
Barulho é hoje grande problema nos condomínios
Data: 04/07/2010
Fonte: O Globo

Morar em condomínio implica respeitar regras que, muitas vezes, são deixadas de lado. Segundo levantamento do Secovi Rio, os conflitos mais comuns envolvendo vizinhos são aqueles relacionados ao barulho e motivados por som alto ― arrastar de móveis, toc-toc de sapatos de salto e crianças correndo.

Os problemas com garagem, como falta de espaço, danos, furtos e ocupação irregular de vaga aparecem logo em seguida. Questões envolvendo obras (desrespeito aos horários, sujeira, uso das partes comuns para guarda de materiais de construção, falta de proteção e barulho) e animais (mau cheiro, circulação pelas partes comuns e latidos) completam a lista.

Moradores desconhecem seus direitos e deveres

Entre os síndicos, diz o advogado José Henrique Beauclair, do Secovi Rio, a reclamação mais recorrente é sobre a falta de qualificação dos empregados dos condomínios, que não sabem como agir diante de um conflito entre vizinhos:

― Além disso, falta conhecimento dos condôminos com relação à responsabilidade do síndico e da administradora. Eles também não conhecem seus direitos e deveres.

O conselho para síndicos e moradores, no entanto, é o mesmo: tentar solucionar as divergências através do diálogo, antes de apelar à Justiça. Enviar carta ou anotar a insatisfação no livro de reclamações do condomínio pode ser uma boa maneira de chamar o vizinho à conversa.

« voltar  |  X topo
  AMAB 2018 - Todos os direitos reservados Web Design: Renato Faria