ATAS DAS REUNIÕES
« voltar
07/12/2010 - Ata da Reunião Ordinária da AMAB

      Aos sete dias do mês de dezembro de dois mil e dez, às vinte horas, em sua sede provisória no Colégio Santo Inácio, situado à Rua São Clemente, 226, em Botafogo, teve início a Reunião Ordinária da Associação de Moradores e Amigos de Botafogo - AMAB. A reunião foi presidida e secretariada pela presidente, Regina Chiaradia.

A Presidente Regina iniciou a reunião informando aos presentes sobre as obras de início da construção da Praça Nelson Mandela. Explicou que o projeto está sendo executado pela construtora CHL sob a supervisão do Instituto Pereira Passos (IPP) e em nada lembra o projeto apresentado pelos moradores no ano 2000 onde havia um espaço para quiosques. Disse que será uma meia praça, visto que a colocação da UPA inviabilizou para praça completa antes projetada e que espera que o local se torne uma área de convivência para os moradores do bairro. Moradores presentes à reunião questionaram, mais uma vez, a questão dos abusos provocados pela colocação de mesas e cadeiras nas calçadas. Regina voltando ao assunto, explicou que a situação lhe parece quase que fora de controle. Principalmente na Rua Voluntários da Pátria, na marquise do edifício de nº 1, onde a situação é caótica e sem nenhuma fiscalização. O Diretor César Nordi colocou que na última reunião, ocorrida em novembro, na Região Administrativa de Botafogo, o assunto foi levantado por ele e recebeu como resposta do Administrador Regional, Rodrigo Pian, que não sabe mais o que fazer contra esses bares, que ele os multa, mas que eles não pagam as multas e continuam promovendo as irregularidades. Que a seu ver, o jeito são os moradores do prédio afetado solicitarem uma redução do IPTU pelo caos instalado. Um morador que nos visitava falou das irregularidades promovidas pelo restaurante Alma Carioca, na Praia de Botafogo. Regina informou que esse assunto tem sido recorrente nas reuniões da AMAB e que tem cobrado providências da Prefeitura. Regina falou também do desânimo que às vezes nos assola em função de se sentir estar “enxugando gelo”. Lembrou ainda que o bar Sabor da Morena, na Rua São Manuel teve o seu alvará cassado pela prefeitura, mas que a dona procurou a Secretaria de Fazenda do Município e solicitou outro alvará para o mesmo local e com a mesma finalidade e que enquanto não houver vontade de acabar com as barbaridades não vai adiantar cassar alvará, que isso só adiantaria se o CPF da pessoa ficasse restrito para esse tipo de negócio, ou se a prefeitura fizesse uma restrição ao quantitativo de bares, escolas, farmácias e afins instalados em cada logradouro. Regina solicitou que a nossa associada, Elizabeth Wanderley, representante da AMAB no Conselho Distrital de Saúde, desse seu informe sobre a reunião do conselho a respeito da situação do Hospital Rocha Maia. Elizabeth deu o seguinte relato: Que foi a reunião que contou com a presença de muitos funcionários do Rocha Maia. Que o problema continua e é, basicamente, de recursos humanos. Pelo menos, neste momento. Que as equipes estão reduzidas (sem estagiários, com pouco apoio e poucos médicos por turno, em cada especialidade). Além disso, ninguém quer trabalhar lá via contratação pela Cooperativa (salário em torno de R$ 3.500,00). Naturalmente, os médicos não se sentem seguros porque não podem contar com muita gente e emergência é coisa seríssima. Muitos funcionários já morreram e outros tantos estão em via de se aposentar. Vai virar um caos! Vários funcionários deram depoimentos e estão aborrecidos com as diferenças de salários "gritantes" com os novos contratados. Isso dito por gente com mais de 25 anos de casa. A inauguração da reforma está prevista para o dia 15 de dezembro, apesar de certa indefinição dessa obra. Não há comunicação entre a atual Diretoria e os funcionários, que estão se sentindo muito desprestigiados. Lamentável! Pelo visto, a Prefeitura quer transformar o Hospital em uma Policlínica. Mas os funcionários não sabem de nada. Somente boatos. Vários moradores de Botafogo estiveram presentes e passei a informação da "sede" da AMAB e de nossas reuniões dos dias 7 e 21. Convidei para participarem e fazerem suas reivindicações. Um deles, de quem não lembro o nome, foi até meio agressivo em relação à atuação da AMAB. Via-se que estava completamente desinformado. Saí em defesa da AMAB e a Maria José (presidente do Conselho Distrital) nos deu todo o apoio. Ora, as pessoas também têm que buscar informação e maior participação, enquanto cidadãos do Rio. Chega de gente que só sabe reclamar e reivindicar! Mas que não participa de nada.  Outro morador que nos visitava, de nome Flávio Vianna, solicitou informação sobre os imóveis abandonados no início da Rua Visconde Silva. Regina explicou que por orientação de nosso associado professor de urbanismo, Sergio Bahia, está solicitando a Secretaria de Urbanismo da Prefeitura, agenda para tratar da revisão do PAA 7797 referente à Rua Visconde Silva, pois este PAA desatualizado impede a renovação do local uma vez que segundo o seu alinhamento, os proprietários do local perdem mais de 50% de suas áreas construídas, em caso de edificação de obra nova. Regina deu a palavra a 3 moradoras da Rua Afonso Romano, que representadas pela Sra. Elza Clos fez a seguinte denúncia: que nesta pequena rua, sem saída, foi inaugurado um tal Espaço INCA, que segundo seu proprietário é uma distribuidora de gelo que funciona dia e noite entregando o produto em toda a Cidade do Rio de Janeiro , vide página do mesmo no Facebook (o que por si só já é um absurdo visto ser uma recanto residencial), mas que segundo relato das moradores, é um bar com música ao vivo que funciona à noite toda causando toda a sorte de transtornos para os moradores residentes. Não bastasse ter o barulho de um compressor e de um triturador de gelo a noite inteira eles convivem também, na realidade, com uma casa noturna que recebe uma quantidade absurda de gente que grita, canta e briga todos os dias a noite toda. Regina prometeu encaminhar o assunto ao subprefeito da Zona Sul, Bruno Ramos e ao Administrador Regional de Botafogo, Rodrigo Pian. Finalizando, o representante da Federação de Vela do Estado do Rio de Janeiro - FEVERJ, Rodrigo Claessen de Melo, solicitou apoio da AMAB para revitalização da Enseada de Botafogo. Regina disse que se dependesse dela a revitalização já estaria em curso. Para encerrar Regina falou de sua decepção com o absurdo do conteúdo do novo Plano Diretor da Cidade do Rio de Janeiro, recentemente aprovado na Câmara Municipal.

E como mais nenhum assunto foi tratado, a reunião foi dada como encerrada, às 22 horas, cuja presente ata segue por mim, Regina Chiaradia, lavrada e assinada.

Regina Chiaradia
Presidente
 
« voltar  |  X topo
 
  AMAB 2017 - Todos os direitos reservados Web Design: Renato Faria