ATAS DAS REUNIÕES
« voltar
20/07/2010 - Ata da Reunião Ordinária da AMAB

      Aos vinte dias do mês de julho de 2010, às vinte horas, em sua sede provisória no Colégio Santo Inácio, situado à Rua São Clemente, 226, em Botafogo, teve início a Reunião Ordinária da Associação de Moradores e Amigos de Botafogo - AMAB, presidida por sua Presidente, Regina Chiaradia e secretariada pela Conselheira Fiscal, Elisa Fontes.

A Presidente falou sobre a reunião convocada por e-mail pela presidente do Conselho Distrital de Saúde, Maria José e pelo presidente da ALMA, Abílio Tozini, sobre o fechamento do HOSPITAL MUNICIPAL ROCHA MAIA, em Botafogo. A reunião aconteceu no Instituto de Neurologia Deolindo Couto no dia 19/07/10, com a presença de inúmeras pessoas, dentre autoridades como o Sub Secretário Municipal de Saúde, Dr. João Luiz, representando o Secretário Municipal de Saúde, representantes da Câmara dos Vereadores, médicos e usuários daquele hospital. Várias pessoas pediram a palavra para protestar contra o fechamento da emergência daquela unidade, posto ser ela de referência nas áreas circunvizinhas ao mesmo e que atende a população flutuante da Zona Sul que chega de várias partes do Município. Regina colocou também que se dirigiu à mesa e no seu depoimento lembrou que o apelo de socorro ao hospital era antigo, que a AMAB já havia recebido um e-mail apócrifo onde esse pedido estava claro e que repassou a urgência do pedido na reunião através da representante do conselho à época e que nada foi feito, porque disseram que por ser anônimo não merecia credibilidade e que era ano “eleitoreiro”. Regina informou ainda que o Sub Secretário Municipal de Saúde, Dr. João Luiz foi bombardeado sobre a decisão do Poder Público municipal de fechar a emergência do hospital sem consultar o Conselho Distrital de Saúde da área e que ficou decidido que haverá uma segunda reunião sobre o assunto no dia 02/08/10, também no Hospital Deolindo Couto, às 14 horas, para que o mesmo traga a resposta da Prefeitura sobre o assunto. A associada Dayse Martinelli que trabalha na área da saúde da Prefeitura discorreu sobre o absurdo de ter um hospital fechado, outro associado, Sérgio Bahia, lembrou que esse era o hospital de referência para os casos ocorridos em Copacabana, Botafogo e Flamengo, posto que os hospitais mais próximos estavam longe do percurso do sinistro ou do sinistrado. Novamente a associada Dayse colocou que as UPA’s estão cheias e que o tempo de espera é em torno de seis horas o que é um absurdo e uma falta de respeito, até porque não têm internação, coisa que o ROCHA MAIA tinha. Regina passou outro informe que no dia 22/07/10 haverá uma reunião no Centro de Arquitetura e Urbanismo - CAU da Prefeitura para qual ela foi convidada e pediu que o urbanista e associado Sergio Bahia a acompanhasse uma vez que o assunto será a ½ ou inteira Praça Nelson Mandela. Lembrou também que já solicitou à CET RIO a retirada da banca de jornal que ocupa a esquina da Rua Voluntários da Pátria com a nova Rua Nelson Mandela e que atrapalha a visão dos transeuntes, mas que está difícil a relação com esse órgão, que só tomarão providências urgentes quando acontecer um acidente. A associada Suly contou-nos uma situação vivida por ela neste local, disse que havia um casal de idosos sendo que um deles era deficiente visual, e que não conseguiam atravessar a rua, ela pegou a bengala do mesmo e levantando-a do chão, impediu o trânsito. Que só assim respeitaram o casal. Regina falou sobre a sua dificuldade de conseguir resolver a situação das calçadas arrebentadas pelas raízes das árvores, mormente amendoeiras, e que no trecho da Rua Jornalista Orlando Dantas, rua onde mora e onde existe uma clínica de olhos e uma outra de deficientes mentais, é impraticável caminhar e que além das raízes nas calçadas, também tem o problema do esgoto que vaza há uma semana sem que a CEDAE compareça para consertá-lo. Regina lembrou também que enviou as associações co-irmãs um e-mail convidando-as a participar de uma grande reunião sobre o novo traçado do Metrô. e que se surpreendeu ao obter as respostas positivas da maioria delas, com um pequeno senão, que nós AMAB, puxássemos o assunto e eles participariam das discussões, quando o pedido foi para que nos reuníssemos para falar, convocar e tratar sobre o assunto TODAS juntas. Que nenhum bairro está satisfeito com o novo traçado como ele está sendo apresentado,.essa enorme Linha 1. Que a maioria prefere o traçado original. Regina falou também de sua preocupação com a aprovação de um novo Plano Diretor para a cidade do Rio de Janeiro em função dos absurdos que estão sendo propostos por certos vereadores como por exemplo a emenda da Vereadora Aspásia Camargo que “aluga” os espaços públicos tais como: a areia das praias, as praças e as calçadas.

E como mais nenhum assunto foi tratado, a reunião foi dada como encerrada, às 21 horas e 50 minutos, cuja presente ata segue por mim, Elisa Fontes, Conselheira Fiscal, lavrada e assinada, juntamente com a Presidente, Regina Chiaradia.

Elisa Fontes
Conselheira Fiscal
Regina Chiaradia
Presidente
 
« voltar  |  X topo
 
  AMAB 2017 - Todos os direitos reservados Web Design: Renato Faria