ATAS DAS REUNIÕES
« voltar
05/05/2009 - Ata da Reunião Ordinária da AMAB

      Aos cinco dias do mês de maio de 2009, às vinte horas e trinta minutos, em sua sede provisória no Colégio Santo Inácio, situado à Rua São Clemente, 226, em Botafogo, teve início a Reunião Ordinária da Associação de Moradores e Amigos de Botafogo-AMAB, presidida pela Presidente Regina Chiaradia e secretariada pelo Diretor de Finanças, Cesar Nordi. A Presidente deu os seguintes informes:

1) Prazo para se manifestar sobre o ruído dos aviões: Regina lembrou que se encerra do dia 10 de maio o prazo para a população enviar para o Instituto Estadual do Ambiente (INEA) as reclamações sobre o barulho dos aviões no endereço eletrônico: presidencia@inea.rj.gov.br

2) Aviso sobre a missa dos 200 anos: Regina lembrou, também, que no dia 12 de maio, aniversário dos 200 anos do bairro de Botafogo e também da Paróquia de São João Batista da Lagoa, na Rua Voluntários da Pátria, 287, haverá missa solene, às 20 horas. Espera contar com a presença dos associados da AMAB. 

3) Sobre a questão dos esgotos em Botafogo: O associado Wilson Frota solicitou a palavra para informar e perguntar se poderia trazer um diretor da CEDAE na reunião da AMAB para que a empresa informe como têm sido dadas as licenças para futuras construções em Botafogo, embora as tubulações de esgotos estejam subdimencionadas para esse super adensamento do bairro. 

4) A AMAB que queremos: O associado Silvio Melgarejo solicitou a palavra para dizer que não concorda com a posição adotada pela atual direção da AMAB. Que a associação devia estar mais na rua mobilizando a população do bairro em relação aos problemas que o bairro enfrenta como, por exemplo, o superadensamento e a insegurança. 

5) Apresentação sobre os terrenos do Metrô: O associado Sergio Bahia apresentou um levantamento feito por ele, com fotos inclusive, sobre os 17 terrenos remanescentes da construção da Linha 1 do Metrô no bairro de Botafogo. Através do PLC 1/2009, que está na Câmara Municipal, a Prefeitura apresenta proposta de classificação dos terrenos em: a) não edificável, b) edificável e c) para implantação de projetos paisagísticos e equipamentos urbanos de uso coletivo. Apresentando mapas e fotos, Sergio Bahia confrontou a proposta do PLC 1/2009 com a proposta da AMAB para cada um dos 17 terrenos. Sergio admitiu que na proposta da AMAB apresentada na reunião do dia 17 de março, o terreno de n° 103 havia sido apresentado como uma área que poderia ser edificável, mas que esta classificação merecia ser revista. Posto em votação, a plenária decidiu alterar a classificação do terreno de n° 103 para “implantação de projetos paisagísticos e equipamentos públicos comunitários ou urbanos”. A mesma alteração foi também aprovada para o terreno n° 109: de “edificável” para “implantação de projetos paisagísticos e equipamentos públicos comunitários ou urbanos”.

E como mais nenhum assunto foi tratado, a reunião foi dada como encerrada, às vinte e duas horas e vinte minutos, cuja presente Ata segue por mim, Cesar Nordi, Diretor de Finanças, lavrada e assinada, juntamente com a Presidente, Regina Chiaradia.

Cesar Nordi
Diretor de Finanças
Regina Chiaradia
Presidente
 
« voltar  |  X topo
 
  AMAB 2017 - Todos os direitos reservados Web Design: Renato Faria