ATAS DAS REUNIÕES
« voltar
05/08/2008 - Ata da Reunião Ordinária da AMAB

          Aos cinco dias do mês de agosto de 2008 , às vinte horas e trinta minutos, em sua sede provisória no Colégio Santo Inácio, situado à Rua São Clemente, 226, em Botafogo, teve início a Reunião Ordinária da Associação de Moradores e Amigos de Botafogo-AMAB, presidida por sua P residente , Regina Chiaradia e secretariada pelo 1º Secretário Alcyr Nordi. A Presidente deu os seguintes informes :

1º) Reunião no Instituto Pereira Passos (IPP): Esteve em reunião com a equipe da arquiteta Cláudia Granjeiro, responsável pelo projeto da Praça Nelson Mandela no IPP, para tratar das alterações que foram feitas pela sua equipe no projeto original, aprovado com a participação popular em Audiência Pública. A AMAB voltou a se posicionar pelo resgate do projeto original e que qualquer mudança venha a ser discutida com a população.

2º) Novos Participantes: Saudou a presença de duas novas participantes da reunião, sendo que uma delas veio para se informar sobre terrenos foreiro.

3º) UPA na Praça Nelson Mandela: Teve reunião na última sexta-feira, dia 1º de agosto, com a equipe do gabinete do vice-governador e atual Secretário de Obras, Luiz Fernando Pezão, para tratar do assunto. A idéia de construir uma delegacia no terreno destinado à Praça felizmente já foi abandonada. Mas, para o Estado, abandonar a idéia de construir de uma UPA no local está muito difícil, pois trata-se de carro-chefe da campanha de Sérgio Cabral. Não se pode questionar as UPA´s no Estado. Trata-se de um projeto eleitoreiro. Regina quer deixar claro, entretanto, que não é contra a construção da UPA em Botafogo, mas sim de sua colocação exatamente na área da futura Praça Nelson Mandela. Uma vez que a mesma traria a concentração de barulho de sirenes de ambulâncias, primeiros socorros, muita circulação de gente precisando de ajuda médica, etc, enfim, tudo aquilo contrário a que se deve destinar para uma praça. A AMAB está defendendo a tese de que ela seja montada na Rua Prof. Álvaro Rodrigues, onde hoje estão instalados os escritórios da Odebrecht. Na reunião de sexta-feira também esteve presente o Prof. Sérgio Bahia que, dada a sua condição de professor universitário de Urbanismo, pôde sustentar a tese da AMAB. Interessante foi notar que todos os participantes da reunião ficaram positivamente impressionados com a sugestão da Associação. Retomando a palavra, Regina disse que, quanto à UPA, ela está sendo construída sim e eles não pararam nem quando foram multados pela falta da licença de obras. Ela ficará de costas para a praça. Se mantiverem a UPA no local, os novos cinemas a serem inaugurados no prédio ao lado, abrirão suas portas para o lado da UPA. Lembrou que o nosso contato foi com o Sr. Sérgio Pobel chefe do gabinete do Vice-Governador. Lamenta que o governo pense que pobre tem que ser atendido em containers. O projeto-lei encaminhado pela Leila do Flamengo define a abertura de uma rua e que na outra parte da área seja permitida a construção de prédios comerciais e residenciais, ou seja, só beneficia o mercado imobiliário. Lamenta, mais uma vez, que o Prefeito, que em relação à praça ouviu a população, agora está recuando. Vai continuar mantendo contato com o gabinete do Vice-governador na tentativa que as pretensões da AMAB sejam atendidas. Registra que até o momento, a situação da permanência dos camelôs não foi levantada.

4º) Subenfiteuse Silva Porto : Respondendo a uma pergunta sobre o assunto, Regina fez um breve resumo histórico sobre as enfiteuses, particularizando para o bairro de Botafogo, onde existem 5 delas. Disse que só existe ação judicial contra a subenfiteuse Silva Porto e que no momento estamos aguardando o julgamento dos recursos. Lembra que os proprietários dos imóveis que estão nesses terrenos, por ocasião da venda, têm que pagar 2,5% da avaliação feita para o imóvel. Regina disse que informa, semanalmente, o andamento do processo a todos que o solicitam via site da AMAB: amabotafogo.org.br .

5º) Terreno da Rua Ministro Raul Fernandes: É um terreno que pertencia à Prefeitura e que esta trocou por terreno no Recreio dos Bandeirantes sob a alegação de viabilizar a APA da Prainha. A AMAB entrou com processo contra essa permuta, mas a Prefeitura disse que o terreno pertencia a RIOURBE que apesar de ter como única acionista a Prefeitura do Rio, é regida como se fosse empresa privada. Sabe-se que querem construir um prédio com mais de 100 apartamentos. A AMAB perdeu em primeira instância, mas está recorremos da decisão. Regina acha que não existe projeto e nem licença para a obra. Então acha que nenhum empresário iniciaria uma obra nessas condições. Ainda mais se levarmos em conta que o Prefeito está deixando o cargo em dezembro. Acredita que deveríamos fazer uma manifestação para dar publicidade ao fato. Sugere colocar faixas nas varandas dos prédios vizinhos pedindo a preservação do bosque ali existente, ou talvez, pintar os muros, etc.

6º) Metrô São João/Rio Sul: Tendo em vista o projeto alternativo apresentado para a construção da Linha 4 (Barra direto ao Largo da Carioca), o prof. Sérgio Bahia disse que amanhã vai com a presidente se reunir com o Superintendente Geral do Shopping Rio Sul, Marcio Werner, para saber o real interesse do shopping na construção da Estação de S. João. E como mais nenhum assunto foi tratado, a reunião foi dada como encerrada, às 22 horas, cuja presente Ata segue por mim, Alcyr Nordi, 1º Secretário, lavrada e assinada, juntamente com a Presidente, Regina Chiaradia.

Alcyr Nordi
1° Secretário
Regina Chiaradia
Presidente
 
« voltar  |  X topo
 
  AMAB 2017 - Todos os direitos reservados Web Design: Renato Faria