ATAS DAS REUNIÕES
« voltar
02/10/2007 - Ata da Reunião Ordinária da AMAB

      Aos dois dias do mês de outubro de 2007, às vinte horas, em sua sede provisória no Colégio Santo Inácio, situado à Rua São Clemente nº 226, em Botafogo, teve início a Reunião Ordinária da Associação de Moradores e Amigos de Botafogo - AMAB, presidida por sua Presidente Regina Chiaradia e secretariada pelo 1o Secretário Alcyr Nordi. Inicialmente, a Presidente usou da palavra para falar sobre:

1º) Praça Nelson Mandela: Perguntou se alguns dos presentes tinha conseguido o preenchimento de mais abaixo-assinados para serem entregues ao Governador. Apenas o associado Sílvio Melgarejo ficou de entregar depois. Regina lembrou que a associada Solange Senna poderia ter algumas em seu poder. Informou que no dia seguinte, às 9:00h., junto com o Diretor César Nordi, a ex-presidente da AMAB, Maria Luiza Tambellini e o presidente da ALMA, Abílio Tozini, iriam se encontrar com o Subsecretário de Estado de Integração dos Programas Sociais, Sérgio Andréa, também ex-presidente da AMAB, para pedir o seu apoio ao projeto da Praça e também para solicitar o seu auxílio na marcação de uma audiência com o Governador Sérgio Cabral para tratar do assunto. Regina informou que, soube através de um morador do prédio ao lado da futura praça, que a área destinada à construção da mesma é a originalmente programada, e não mais somente a metade dela, conforme havia sido proposto, e que a Odebrecht está procurando outro local para transferir o seu canteiro da obra. Regina alerta agora para o projeto que será executado: será o nosso já encampado pela Prefeitura ou será outro? Lembra que no projeto aprovado, consta uma ciclovia que talvez tenha que ser retirada. Aproveitou para lembrar que as ciclovias são feitas, prioritariamente, para as bicicletas e corredores não para os pedestres passearem. Citou o caso da ciclovia da Rua General Polidoro que, no seu entender, deveria ser retirada, pois é um atentado à segurança dos pedestres, pois foi instalada na porta de todas as lojas da rua.

2º) Metrô de Ipanema: Noticiado no “O Globo” de hoje que quando estiver em operação, diminuirá em cerca de 20% o trânsito de ônibus na Zona Sul da Cidade.

3º) Seminário com a CEDAE: será no dia 25/10/07, quinta-feira, de 09 às 12 horas, no CIB – Clube Israelita Brasileiro, na Rua Barata Ribeiro, nº 489, em Copacabana. Pede que cada morador envie o levantamento dos bueiros entupidos ou vazando esgotos de sua rua e proximidades para a AMAB, podendo ser registrados também por fotografias, de forma a fundamentar as reclamações da Associação no Seminário. Todos os bairros da Zona Sul foram convocados a fazerem tal levantamento, mas até agora, somente o Bairro Peixoto e o Jardim Botânico fizeram.  Sugere que no Seminário, sejam feitas perguntas pertinentes, de forma a não dar oportunidade para que o assunto principal seja desviado. Entende que a Diretoria de Esgotos da CEDAE, hoje na Rua Sacadura Cabral, deveria voltar para Botafogo.

4º) Construções no bairro: Não vê possibilidade de parar a construção de prédios em Botafogo, fato que tanto sobrecarrega a rede de esgotos do bairro, com a legislação hoje vigente. Seria preciso mudar a Lei, o que é uma tarefa muito difícil. O associado Sílvio sugere a movimentação em massa da população de Botafogo, fazendo campanhas de divulgação, escrevendo no jornal, desgastando os políticos, fazendo movimentos de rua, etc. O 1º Secretário Alcyr Nordi, fez uso da palavra para dizer que, a AMAB já fez e continua tentando fazer essa mobilização de massa, mas entende que está muito difícil mobilizar as pessoas para esse tipo de movimento. Citou  como  exemplos os casos: dos bailes funks no Morro Dona Marta, que depois de solicitarem intervenção da  AMAB junto à PM, ninguém apareceu na 10ª DP para confirmá-las, ficando toda a responsabilidade por conta da Associação; da Festa na Rua Assunção que, da mesma forma, os solicitantes de ajuda também não quiseram se expor, ficando o ônus da reclamação nas costas da AMAB, representada por Regina e uma de nossas Conselheiras Fiscais; da própria movimentação recente para o abaixo-assinado pedindo a construção da Praça Nelson Mandela que, depois de 3 meses de preparação, incluindo presença em reunião do Condomínio Piazza Verde sobre o assunto, só conseguimos duas pessoas (Regina e César) que puderam ficar os 3 dias da manifestação no local. Os demais participantes, só puderam ficar algumas horas em alguns dias. Que por falta de mais voluntários, só pudemos cobrir uma boca de acesso ao Metrô e, em alguns momentos, parcialmente uma segunda boca. Que os moradores do Edifício Piazza Verde, os mais beneficiados com a retirada do canteiro de obras existente e a construção da praça, sequer apareceram na manifestação; das reuniões mensais com o Comandante do Batalhão da Polícia Militar de Botafogo, onde muito poucos moradores aparecem para reivindicarem seus direitos e denunciarem as irregularidades de suas ruas, fato do qual o referido comandante está se aproveitando para dar declaração à imprensa de que o povo não tem participado para as melhorias, principalmente da segurança pública. Alcyr ressalta que mesmo com todos esses percalços, a AMAB não tem desanimado em suas lutas, mas reconhece esse imobilismo. Quer continuar contando sempre com a participação de seus associados, pois sem ela, não haverá razão da existência da Associação.

5º) Assistência Jurídica: Sobre a proposta de parceria do escritório de advocacia para prestar seus serviços aos associados da AMAB  (distribuída via correio eletrônico), Regina disse que a Associação já conta com um bom advogado que presta serviço gratuitamente, sem contar que, a maioria das causas da AMAB são enviadas ao Ministério Público, e que embora tenha recebido algumas poucas manifestações de associados que se interessaram por tal contratação, vê com muita preocupação o fato da AMAB indicar esse tipo de prestação de serviço de caráter absolutamente particular aos associados, pois em caso do serviço não ser bem prestado, o associado responsabilizará a AMAB pela indicação. Como nesta reunião nenhum presente também se manifestou interessado em tais serviços, não levará o assunto a diante.

6º) Pracinha na Praia de Botafogo: O Diretor de Urbanismo e Meio Ambiente, Geraldo Oliveira Dias, informa que ela não tem rampa, o que dificulta o acesso de pessoas com deficiências e restrições em seus movimentos. Regina pediu que ele trouxesse  fotos do local para fundamentar a reclamação junto às autoridades responsáveis.

E como mais nenhum assunto foi tratado, a reunião foi dada como encerrada, às 22 horas, cuja presente Ata segue por mim, Alcyr Nordi, 1º Secretário, lavrada e assinada, juntamente com a presidente, Regina Chiaradia.

Alcyr Nordi
Secretário
Regina Chiaradia
Presidente
 
« voltar  |  X topo
 
  AMAB 2017 - Todos os direitos reservados Web Design: Renato Faria